POP
07/04/2012 - 20:23h

São Paulo bate Mogi e chega a 10 vitórias seguidas

O São Paulo não fez uma partida brilhante, mas venceu com relativa tranquilidade o Mogi Mirim, melhor time do interior, neste sábado à noite, por 2 a 0, na Arena Barueri. A equipe do técnico Emerson Leão só se complicou nos 15 minutos finais, quando ficou com um jogador a menos depois que Casemiro foi expulso injustamente. O volante, que substituiu o machucado Fabrício no primeiro tempo, jogou 60 minutos e foi o melhor em campo.

Com o resultado positivo na penúltima rodada do turno de classificação do Campeonato Paulista, o São Paulo chega aos 43 pontos e abre três sobre o Corinthians na ponta da classificação. De quebra, garante que vai avançar às quartas de final no mínimo como segundo melhor, uma vez que não pode mais ser ultrapassado por Santos e Palmeiras.

Se o São Paulo chegou à sua décima vitória seguida, (oito pelo Paulista, duas na Copa do Brasil), o Mogi Mirim encerrou uma sequência de dez jogos sem perder, sempre pelo estadual. A equipe do interior segue em quinto, com 34 pontos, podendo perder posição para o Guarani, que tem 33 e joga domingo contra o Palmeiras.

Na última rodada, o São Paulo joga fora de casa contra o Linense e depende só de si para se manter na primeira colocação. Antes, na quarta-feira, a equipe joga em Feira de Santana, contra o Bahia de Feira, pela Copa do Brasil. Já o Mogi Mirim fecha o turno do Paulistão contra o XV de Piracicaba, em casa.

Pela segunda partida seguida, Leão errou na escalação do São Paulo. Com Denilson acometido por uma gripe, o treinador escalou Fabrício para ser o único marcador do meio-campo. Menos mal que o volante desta vez aguentou apenas 15 minutos antes de pedir substituição pelo tradicional problema de panturrilha. Casemiro entrou e mostrou quão errado estava Leão em sacá-lo do time.

Foi do garoto de 20 anos o primeiro gol do São Paulo. Jadson bateu falta na cabeça do volante, que apareceu no meio da área, livre, para fazer de cabeça, aos 29 minutos. Com os pés Casemiro também brilhava e foi de um lindo passe dele, aos 36, que quase saiu o segundo gol, mas Fernandinho bateu para fora.

A Arena Barueri, porém, é a casa de Fernandinho e ele logo se redimiria. Jadson cobrou escanteio, a zaga desviou e ela sobrou para Cícero cabecear na trave. No rebote, o atacante fez o segundo.

Parecendo se precaver contra mais lesões (Paulo Miranda também saiu machucado no primeiro tempo), o São Paulo pouco fez no segundo tempo. Ainda assim criou boas chances, como num bate rebate que Ratinho tirou em cima da linha, num chute forte de Lucas que passou à esquerda e numa sobra de bola que quase foi da canela de Fernandinho para dentro do gol.

Aí o árbitro resolveu aparecer. Marcou uma falta simples de Casemiro e expulsou o volante pelo segundo amarelo. O São Paulo reclamou muito, principalmente porque, num lance muito mais ríspido, Baraka, que já tinha amarelo, passou imune aos 20 minutos do primeiro tempo.

Depois do disso aconteceu o esperado: o Mogi Mirim foi para cima. No lance mais perigoso, aos 35, Val recebeu livre na área, bateu cruzado, e Denis fez defesa espetacular à queima roupa.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 2 X 0 MOGI MIRIM

SÃO PAULO - Denis; Piris, Paulo Miranda (João Filipe), Rhodolfo e Cortez; Fabrício (Casemiro), Cícero e Jadson; Lucas, Fernandinho (Osvaldo) e Luis Fabiano. Técnico - Emerson Leão.

MOGI MIRIM - Anderson; Edson Ratinho (Luis Felipe), Tiago Alves, Lucas Fonseca e João Paulo; Baraka (Vitinho), Val, Renê Júnior e Felipe; Roni (Jefferson Maranhão) e Hernane. Técnico - Guto Ferreira.

GOLS - Casemiro, aos 29, e Fernandinho, aos 40 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Vinicius Furlan.

CARTÕES AMARELOS - Cícero, Luis Fabiano, Lucas Fonseca, Luis Felipe, Tiago Alves João Paulo e Baraka.

CARTÃO VERMELHO - Casemiro.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Barueri, em Barueri (SP).

Comente

ShoppingPOP

POP