POP
Economia
RSSPop News
27/04/2012 - 17:16h

Petróleo sobe ao maior nível desde o dia 2 de abril

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em leve alta nesta sexta-feira, com uma onda de cobertura de posições vendidas no fim da sessão, fazendo a commodity acumular seu quarto pregão consecutivo de alta.

O contrato do WTI para junho subiu US$ 0,38 (0,36%), fechando a US$ 104,93 o barril. Na semana, o contrato acumulou ganho de 1,82%. Na plataforma ICE, o petróleo do tipo Brent recuou US$ 0,09 (0,07%), fechando a US$ 119,83 o barril.

O petróleo oscilou entre pequenos ganhos e perdas durante toda a sessão, caindo após a divulgação de que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos teve uma alta anual de 2,2% no primeiro trimestre deste ano, abaixo da previsão dos analistas, que era de 2,6%.

Mas com os ganhos dos mercados de ações e a queda do dólar, traders fizeram o petróleo subir acima da média móvel de 200 dias, de US$ 104,90 o barril, e com isso o WTI fechou no seu maior nível desde 2 de abril. "Hoje o mercado foi atacado dos dois lados, e não se moveu muito. Mas agora parece que os altistas estão assumindo o controle de novo", comentou Gene McGillian, corretor e analistas da Tradition Energy.

Nesta tarde, a Administração de Informação de Energia (EIA, na sigla em inglês) do governo dos EUA divulgou dados revisados sobre a demanda por petróleo em fevereiro, que mostraram que o consumo foi mais forte do que o previsto inicialmente, apesar da alta nos preços da gasolina e do diesel.

Em relação ao Brent, traders citam preocupações com a crise da dívida na zona do euro, que estaria pressionando os preços. Hoje a Espanha divulgou que a taxa de desemprego no país atingiu o maior nível em 18 anos no primeiro trimestre deste ano. As informações são da Dow Jones.

Comente

POP